Esqueci de tomar remédio na hora certa: e agora?

Quando iniciamos um tratamento, a rotina com horários da medicação é uma mudança para nosso dia a dia. Nesse caso, situações como “esqueci de tomar remédio na hora certa”, podem acontecer. E, acredite, esse é um evento bastante comum, principalmente nos primeiros dias de ingestão da nova substância.  

Porém, sempre que isso ocorre, dúvidas podem surgir, como “o que fazer agora?” e, até mesmo, “será que continuo o tratamento?”. Para ajudá-lo a solucionar essas e outras questões, preparamos este artigo. Nele, você poderá saber o que fazer caso esqueça algum horário da sua medicação. Confira e saiba mais. 

A importância da medicação na hora certa 

Antes de mais nada, é muito importante entender uma coisa. Mesmo que você esqueça de tomar remédio na hora certa, cumprir o cronograma médico faz toda a diferença para a sua saúde. E isso vale tanto para medicações de tratamentos curtos, quanto para pacientes crônicos.  

Isso porque o horário de alguns medicamentos estão diretamente relacionados a fisiologia do nosso corpo, como por exemplo se o estômago está vazio ou não, ou se determinada substância só é produzida em uma parte do dia. Por isso, podem ter seu efeito alterado se uma dose for esquecida. Mas quem determina o melhor momento, intervalo, assim como a dose correta, é o seu médico. Ele leva em conta as tarefas da sua rotina, desde o acordar até a hora de ir para a cama. Por isso, seguir as orientações do profissional é muito importante para o sucesso do seu tratamento. 

Esqueci de tomar remédio na hora certa: veja o que fazer  

Como mencionamos, é bastante comum esquecermos de tomar remédio na hora certa, principalmente quando estamos iniciando um tratamento. E como cada substância age diferente da outra em nosso organismo, o médico pode indicar horários diferenciados para cada uma.  

Um caso muito comum de esquecimento quanto ao uso correto são os antibióticos, que são utilizados para tratar algumas infecções bacterianas. Essa medicação precisa de uma constância de aplicação para funcionar corretamente. Se não, além de os efeitos não serem os esperados, não administrá-la no horário correto pode levar à seleção de bactérias mais resistentes. Além disso, o tratamento, geralmente, dura de 7 a 14 dias, pois não é indicado o uso prolongado.  

Aqui, vale a ressalva: mesmo que o paciente sinta uma melhora antes do término da medicação, é necessário respeitar a duração indicada pelo médico. Caso contrário, pode ocorrer novamente o desenvolvimento de bactérias mais fortes. Por isso, o profissional sempre enfatiza a importância de utilizá-lo no horário certo. 

Dessa maneira, no caso de antibiótico, o ideal é tomá-lo assim que lembrar e ajustar o tratamento conforme a última dose. Vamos supor você deva tomar o medicamento de oito em oito horas, às 7h, às 15h e às 23h. Porém, esqueceu de tomar o primeiro comprimido do dia e se deu conta disso às 9h. A recomendação é ingeri-lo o quanto antes! Entretanto, o cronograma será ajustado, contando o intervalo de oito horas a partir desse momento.  

Já para medicações de uso contínuo, como anti-hipertensivos e antidiabéticos, a recomendação varia. Tanto a dose quanto a hora. Como os que são à base de estatinas (para controle do colesterol), que, geralmente, são recomendados para uso noturno. Caso você esqueça de tomá-lo, geralmente, recomenda-se a ingestão somente na próxima noite. Diferente da insulina, que deve ser administrada assim que o paciente recordar. 

O esquecimento de outromedicamentos como anti-inflamatórios não causa muito problema, pois, geralmente, são utilizados para controle de sintomas. Porém, devem ser consumidos assim que você lembrar e interrompido o uso somente com autorização médica.  

Afinal, o que fazer em caso de esquecimento? 

Normalmente, quando o profissional de medicina indica um tratamento, ele considera o seu histórico. Se você é paciente novo, o médico fará algumas perguntas, para poder inserir o medicamento corretamente no seu dia a dia. Então, a melhor prática também é questionar o profissional sobre o que fazer, sempre que receber a sua receita. Pergunte como agir, caso esqueça de tomar remédio na hora certa e tire suas dúvidas com ele. 

Mas, se você não se atentou a esse detalhe durante a consulta, tente entrar em contato com o seu farmacêutico de confiança. Principalmente se você faz tratamento com substâncias de uso contínuo. Ele poderá te auxiliar sobre a omissão ou ingestão do medicamento. 

Confira o que não fazer se esquecer de tomar remédio na hora certa 

Apesar de darmos exemplos de como agir caso esqueça de tomar remédio na hora certa, eles nem sempre se aplicam a todas as substâncias. Como mencionamos, o médico é quem indica o horário certo para o seu caso.  

Algumas pessoas acabam ingerindo a dose dupla quando lembram do horário da medicação. Porém, essa não é uma prática indicada. Afinal, o tratamento recomendado já é com a quantidade correta da substância para você e essa ingestão dupla pode causar riscos à sua saúde, isso porque, além da questão da dose certa, quantidade extra pode gerar os efeitos indesejados daquele medicamento. 

Outra coisa muito importante de ser mencionada é que você não deve interromper a medicação quando se sentir melhor. Nem se achar que ela não está surtindo efeito! Cada substância tem um tempo de ação e a parada repentina pode, até mesmo, piorar o seu caso. Você só deve parar de tomar o medicamento quando o médico indicar. 

Se você é um paciente que faz uso de medicação controlada e sofre alguma mudança na sua rotina, como uma nova cirurgia ou dieta, informe o seu médico. Nada de mudar, por sua conta, o horário dos seus medicamentos! 

Com idosos, a preocupação de esquecimento é maior! Geralmente, essas pessoas utilizam vários medicamentos e, por isso, podem deixar de tomar algum. Então, tanto a família quanto os cuidadores, podem adotar práticas como lembretes de horários e deixá-los em locais visíveis. Também podem utilizar organizadores de remédios para facilitar o dia a dia. Neste artigo, compartilhamos informações importantes do que não fazer na hora da organização dos medicamentos.  

Viu como é importante realizar corretamente o seu tratamento? Então, quando você pensar: “esqueci de tomar remédio na hora certa”, não precisa se desesperar mais! Pergunte sempre ao seu médico ou farmacêutico o que fazer nesses casos e cumpra as orientações do profissional. Assim, as chances de garantir a sua saúde e bem-estar serão maiores. Para saber mais sobre organização de medicamentos, continue seguindo o nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter
Receba nossos conteúdos com prioridade direto em seu e-mail