Enfermaria com idosos: 5 cuidados que são essenciais

Compartilhe:

Ao chegar à terceira idade, é natural que alguns cuidados com a saúde devam ser tomados. Afinal, com o passar dos anos, doenças crônicas podem aparecer, assim como dificuldades funcionais. Para aqueles que precisam de maior assistência, a enfermaria com idosos é um assunto que merece atenção.

Alguns acreditam que esse termo se refere apenas ao ambiente hospitalar, mas ele também pode ser utilizado para se referir a espaços que contam com uma equipe multidisciplinar para dar o suporte necessário para cada indivíduo.

Neste conteúdo, vamos explicar o conceito e destacar alguns cuidados importantes no ofício de enfermaria com idosos. Para conferir todas as dicas, leia o conteúdo até o final!

Conheça os locais que enfermeiros estabelecem cuidados com idosos

Embora geralmente estejam relacionados a ambientes hospitalares, enfermeiros que trabalham diretamente com idosos não, necessariamente, atuam somente dentro dessas instituições. Na sequência, você confere outros lugares em que podem ser encontrados esses profissionais.

  • Laboratório de exames: nos laboratórios, os enfermeiros exercem uma importante função de cuidar do paciente enquanto realiza a coleta para exames. Essa coleta pode ocorrer na casa do idoso ou no laboratório de exames. Assim, quando há um tratamento recorrente, esses profissionais mantêm um contato mais próximo, a distância ou em um atendimento em domicílio, e ajudam na verificação dos exames, checando se ele está evoluindo como o esperado. Além disso, prestam orientações e buscam conciliar as necessidades clínicas ao bem-estar do paciente.
  • Domicílio do paciente: muitos profissionais, como enfermeiros e cuidadores, prestam assistência domiciliar. É bastante comum que os cuidados paliativos, aqueles prestados a pacientes terminais, também sejam realizados em casa, quando os idosos e suas famílias optam por esse tipo de acompanhamento.
  • Instituições de cuidados diários: os enfermeiros que trabalham nessas instituições prestam cuidados diários aos idosos com suporte médico, reabilitativo e cognitivo em dias e horários específicos da semana. Diferentemente das instituições de longa permanência, os pacientes nessa modalidade precisam de menos cuidados intensivos e, normalmente, há um objetivo específico e uma duração planejada. Exemplo: reabilitação motora pós-queda, tratamento com duração de 3 meses.
  • Instituições de cuidados a longo prazo: nessa modalidade, o contato do profissional de enfermagem com o paciente é diário. Por vezes, o idoso vai morar nessas instituições por dificuldade de locomoção, medo ou insegurança de morar sozinho ou necessidade de cuidados realizados por uma equipe especializada. Um exemplo dessas instituições são as casas de repouso. Nelas, os pacientes recebem assistência 24h por uma equipe multiprofissional.

Independentemente do local, a assistência aos idosos deve contar com profissionais que estejam cientes de que é preciso prestar um atendimento humanizado e de alta qualidade.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre os ambientes de enfermaria com idosos, podemos compartilhar 5 cuidados que são essenciais nesse tipo de tratamento. Veja mais!

5 cuidados que são essenciais na enfermaria com idosos

Essa prática deve contribuir, antes de mais nada, com a promoção da saúde e bem-estar dos pacientes. Também precisa garantir a segurança e a realização de atividades básicas como locomoção, higiene e alimentação.

1. Contar com uma equipe interdisciplinar de geriatria

Uma equipe multidisciplinar é formada por profissionais de diversas especializações da saúde. Isso inclui médicos, enfermeiros, farmacêuticos, assistentes sociais, psicólogos, dentistas, nutricionistas, fisioterapeutas e quaisquer outros especialistas que o idoso necessitar.

O time de profissionais deve ter uma visão compartilhada dos cuidados, identificar objetivos e estabelecer prazos para atingi-los. Além disso, precisa monitorar o progresso, tanto da melhora quanto da piora de um estado de saúde. E, claro, anotar e compartilhar todas as informações com a equipe.

2. Disponibilizar assistência em tempo integral

Esse cuidado da enfermaria com idosos é indicado, especialmente, para pacientes que necessitam de assistência durante todo o dia. Os profissionais de enfermagem poderão elaborar um plano de cuidado e monitorar os resultados.

Esses profissionais também são responsáveis por aconselhar o paciente, seus familiares e cuidadores. Assim, ensinam como administrar medicamentos, ressaltam a importância de seguir a prescrição médica, e claro, de não esquecer de tomar remédio na hora certa.

3. Realizar mudanças no ambiente

Ninguém gosta de ficar sempre no mesmo local, até mesmo, aqueles que estão em repouso ou que necessitam do suporte de outra pessoa para realizar atividades. E essa é a realidade de pacientes em enfermaria com idosos.

Por isso, mudá-los sempre de ambiente ou trocar seus companheiros de quarto pode fazer com que o idoso, inclusive, não fique deprimido! A mudança de ares, certamente, contribuirá para o bem-estar dele! Entretanto, esse cuidado merece atenção redobrada durante a pandemia, em que o isolamento social é necessário para conter a transmissão do novo coronavírus.

4. Instituir programas de quarto compartilhado com um familiar ou cuidador

Manter o cuidador ou algum familiar por perto, além de melhorar o humor do idoso por conta da companhia, permite à equipe multidisciplinar dedicar-se a outras atividades. Com alguns cuidados básicos sendo delegados aos acompanhantes, os profissionais ganham mais tempo e liberdade para se concentrarem em aspectos mais complexos.

O programa de quarto compartilhado é bom, inclusive, para o familiar ou cuidador! Como eles participam ativamente da recuperação e cuidados, o vínculo com o idoso fica mais estreito.

5. Manter uma boa comunicação

Uma comunicação clara não fica restrita apenas às interações entre os profissionais da enfermaria com idosos. Precisa se estender, também, aos seus familiares e cuidadores. Afinal, para o sucesso no tratamento, a participação dos envolvidos deve ser ativa. Informações como alergias medicamentosas, tratamentos anteriores, histórico clínico, receios e desejos devem estar claros para todos aqueles que fazem parte da rede de cuidados.

Portanto, esses são alguns dos cuidados que uma enfermaria com idosos necessita. Afinal, o objetivo deve ser sempre o de promover a melhora do quadro, a saúde e o bem-estar do idoso. Se você gostou desse conteúdo e não quer perder nenhuma novidade sobre os cuidados com a saúde e o bem-estar, assine nossa newsletter.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine nossa newsletter
Receba nossos conteúdos com prioridade direto em seu e-mail